sábado, 11 de dezembro de 2010

Aprazível viagem


Surgiste perante mim envolto num luzente papel prateado, mostrando apenas as formas visíveis aos olhos de qualquer um, deixando ocultos todos os pormenores que só quem te abraça pode vir a conhecer.
Só aos poucos me apercebo que trazes no regaço doces frutos vermelhos suportados por toda uma natureza que és tu. Envolves-me num aroma e brindas-me com deliciosos momentos. Esqueço-me que estou longe de casa, perdida numa causa que não é minha e deixo que adoces mais um amargo momento. E assim, transformas um sofredor trajecto numa aprazível viagem.
E agora que estou de novo no meu quarto, prestes a seguir por um atalho, olho para o lado e lá estás tu. Continuas com o teu meigo sorriso e lembras-me que mesmo sem nada nos podemos sentir afortunados.

Para a Fábrica de Letras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...